Conhece a lei de Pareto? Essa lei aplicada as tarefas do dia a dia pode aumentar sua produtividade em mais de 400%, vou explicar.

Um pouco de história

Wilfried Fritz Pareto nasceu na França em 1848, filho de italianos e de uma família nobre, seu avô foi nomeado Barão do império por Napoleão Bonaparte.

Cientista político, sociólogo e economista, ocupou a cadeira de economia política na universidade de Lausanne e daí em diante desenvolveu diversos estudos econômicos e sociais, o estudo mais famoso foi batizado com seu nome “A lei de Pareto” e é dele que iremos falar nesse artigo.

A lei de pareto

A lei de Pareto surgiu em 1897 a partir de um estudo sobre a distribuição de renda na Itália e ele notou que 80% da riqueza estava nas mãos de apenas 20% da população, esses dados foram observados em diversas outras áreas e foi daí que esse princípio se consolidou e ele diz que:

“Aproximadamente 80% dos efeitos vêm de 20% das causas”

Lei de Pareto, Wilfried Fritz Pareto

Essa correlação pode variar um pouco, 80-20, 75-25, 70-30 e assim por diante, a leitura pode ser tanto de 80/20 quanto de 20/80:

“20% das causas resultam de 80% dos efeitos”.

A lei de Pareto aplicada a vida cotidiana

Já escrevi um artigo sobre o livro “Trabalhe 4 horas por semana” (você pode lê-lo clicando aqui) na qual Tim, autor do livro da extrema importância a Lei de Pareto pois ele a aplica diariamente para ganhar produtividade e consequentemente ganhar mais dinheiro.

Quais 20% dos clientes são responsáveis por 80% dos lucros?

Sempre vai existir o um cliente exageradamente chato, que cria caso com tudo e consequentemente toma muito do seu tempo, pior é que muitas vezes esse cliente não gera nem 1% do seu lucro, mas te custa o equivalente a 10% em horas de trabalho e dor de cabeça.

Nesse caso você deve eliminar(ultima opção) ou atender de forma automatizada(melhor opção) os clientes que fazem parte do grupo que te gera apenas 20% de lucro.

Quais 20% das tarefas que produzem 80% do resultado final?

As vezes paramos realizar uma tarefa que resultará em tão pouco que nem sequer valeria a pena começar. É essa a ideia, focar nas tarefas que serão responsáveis por 80% do resultado final.

Trabalho com desenvolvimento de software e diversas vezes me deparei com tarefas que custavam 1 ou 2 dias e o resultado final não se pagava pois não houve uma análise do que traz mais resultado. A ideia não é abandonar, mas diminuir a prioridade e focar em tarefas que fazem muita diferença, como por exemplo no meu caso, melhorias ou novas funcionalidades.

Eu desafio você !

Agora é sua vez, comente aqui embaixo alguma tarefa na qual vocês esteja sendo muito pouco produtivo e bole um plano (na sua mente) de como você poderá melhorar isso aplicando a lei de Pareto. Após coloca-la em prática responda seu primeiro comentário nos dizendo se você ganhou/perdeu ou não houve mudança na sua produtividade.

Abraço, Leonardo Bonetti.